RUY DE CARVALHO: “A MINHA MÃE QUERIA SUICIDAR-SE, O MEU PAI DEU-LHE UM MURRO”

Opá ri mais do que devia com essa frase, acho que vou para o inferno. Só conseguia imaginar a mulher a dizer “Marido, vou-me matar!” e a levar um granda estoiro nos dentes: “Vais mas é o crl, vai fazer o jantar!” 🤣

Eis como se resolviam as coisas nos bons velhos tempos. hahaha not funny, but funny tho.

Claro que a frase foi retirada de contexto e não tinha graça nenhuma, mas a forma como destacaram a frase do Ruy de Carvalho deu piada.

O honorável ator de 92 anos esteve à conversa com a Fátima Lopes no seu programa “Conta-me como és”, e partilhou muito sobre a sua vida e a sua extensa carreira de 77 anos.

O momento ao qual a frase diz respeito foi na verdade foi bem trágico, a morte do seu irmão, mas da forma como Ruy de Carvalho o conta, quase parece uma cena leve. Diz o ator de 92 anos:

«Morreu com uma apendicite aguda. Ele estava em palco quando ela rebentou. Morreu 15 dias depois. A minha mãe morreu com ele. Ela quis-se suicidar quando recebeu o telegrama com a morte do meu irmão e o meu pai deu-lhe um murro. Foi a primeira vez que concordei com a violência doméstica. Ela queria suicidar-se. Foi a primeira e única vez»

Recordou também o seu grande amor, Ruth, falecida há 12 anos.

Para Ruy de Carvalho o que mais o prendeu à mulher foi ela lhe ter dado liberdade e ter confiado nele.

A minha mulher deu-me liberdade e por isso prendeu-me. Nunca me foi à carteira, nem nunca me cheirou… nada”, boa dica.


Sobre o Autor

ELEgante

O homem urbano e cosmopolita, moderno e com bom gosto. Sabe o que quer, vive como gosta.