Há uma boa razão biológica para sermos PREGUIÇOSOS

Quando toca o despertador, tendes a desligá-lo várias vezes até finalmente saires da cama? Costumas marcar dia e hora para ir ao ginásio, mas o conforto de casa acaba por vencer?

Não te sintas mal. Todos temos, embora com intensidades diferentes, uma predisposição para a preguiça contra a qual temos de lutar. Mas porque é que isto acontece?

Segundo Daniel Lieberman, especialista na evolução biológica humana de Harvard, estamos todos predispostos a conservar energia e isto foi muito importante na nossa evolução como espécie.

Antigamente gastava-se tanta energia a caçar e coletar comida que os antepassados procuravam descansar sempre que podiam.

No seu estudo ‘O exercício é realmente Medicina? Uma perspectiva evolutiva’ é possível perceber que não nascemos com a inclinação natural para fazer exercício apenas por saúde.

“É natural e normal ser fisicamente preguiçoso”, começa por dizer o especialista.


preguiça sofá preguiçoso

“Penso que os caçadores-coletores no Kalahari ou da Amazónia tentam da mesma forma evitar o esforço desnecessário como os americanos do século 21″, adiantou Lieberman ao “The Washington Post”.

“Os nossos instintos são sempre para economizar energia. Durante a maior parte da evolução da espécie humana se queríamos ter comida na mesa tinhamos de trabalhar arduamente para a conseguir. Só recentemente é que temos máquinas e tecnologia que tornam a nossa vida mais fácil. Temos instintos antigos de conservação de energia num mundo de em que já não precisávamos de a economizar. O resultado é a inatividade.” – Lieberman

“Apesar de uma pequena percentagem de pessoas praticar exercício hoje em dia como uma forma de medicina, fazendo a sua dose prescrita, a grande maioria das pessoas comporta-se hoje exatamente como os seus antepassados, exercitando-se apenas quando é divertido (como uma forma de jogo) ou quando necessário”, acrescentou o investigador.

Lieberman explica que os nossos antepassados lutavam para acumular comida suficiente para compensar as calorias que queimavam quando procuravam essa comida.

Por isso precisavam de conservar a sua energia quando podiam. A maioria dos seres humanos modernos que fazem exercício não precisa de se preocupar sobre se, depois de um treino duro, serão capazes de compensar o défice calórico.

Untitled-2

És cliente da PROZIS? Temos boas notícias para ti. Os nossos leitores têm direito a 10% de DESCONTO DIRETO no valor total do carrinho usando o código ELEGANTE-10 no último passo da encomenda. Aproveita! ⤵️

Definir e Tonificar os Musculos


Sobre o Autor

ELEgante

O homem urbano e cosmopolita, moderno e com bom gosto. Sabe o que quer, vive como gosta.